“O QUEBRA-NOZES E OS QUATRO REINOS – Resenha Crítica

Por Hugo Dourado

 A Disney se superou na beleza visual em O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos, que entra em cartaz nos cinemas nesta quinta-feira, deve ser o filme mais belo que vi no ano. Os diretores Lasse Hallström e Joe Johnston acertaram a mão para tornar uma história bastante conhecida em um longa interessante, que demora um pouco para engrenar é verdade, mas que prende atenção do expectador assim que a aventura começa. O figurino está maravilhoso e lúdico, com cores fortes e vibrantes, mesmo nas cenas na neve ou na floresta cinzenta, tudo se funde numa beleza pouco vista, um encaixe perfeito entre cenários e atores. Outro ponto que me agradou foi a forma teatral dos diálogos que não são mecânicos e fluem muito bem na história e nos momentos musicais do filme. Todo elenco está bastante entrosado dando dinâmica à história, mas tenho que destacar as atuações de Mackenzie Foy (Clara) a princesa e protagonista e Keira Knightley (Sugar Plum Fairy) ótima no papel da vilã.

 Na história Clara ganha de presenta de Natal da sua mãe, já falecida, um ovo de prata fechado que só será aberto com uma chave especial. Ela vai ao encontro de seu padrinho Drosselmeyer (Morgan Freeman) que deu o objeto para sua mãe no passado. A jovem menina vai entrar num mundo de aventura e fantasia na busca pela chave para descobrir afinal o significado do seu presente e de quebra coisas inimagináveis do passado de sua mãe. Tenho certeza que o filme vai agradar bastante a galera infantil e infanto-juvenil, inclusive na sessão que participei eles aplaudiram de pé ao final da sessão. Na minha opinião é para tanto, mas digo que fui surpreendido positivamente pelo filme.

Trailer

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *