O TRADUTOR

Drama forte sobre um homem que tem suas convicções ideológicas, planejamentos de vida e a relação familiar colocados à prova quando recebe a convocação de seu governo para mudar radicalmente a sua rotina profissional. Como pano de fundo para os dramas vividos pelo protagonista está o regime político cubano em claro declínio, após a queda do Muro de Berlim e o início do fim do socialismo na Europa. Com isso a consequente falta de apoio financeiro daqueles países para a ilha de Fidel, tornava Cuba um lugar precário de se viver. Mas “O Tradutor”, dos irmãos diretores Rodrigo Barriuso e Sebastián Barriuso, é focado em Malin, vivido por Rodrigo Santoro, professor de literatura russa, que mora com sua família em Havana, Cuba.

 Enquanto Malin dá aula na universidade e prepara sua tese de mestrado, ele é convocado pelo governo para ser tradutor na ala infantil do hospital. O que ele não imaginava é que seria o tradutor das crianças que chegavam de Chernobyl para tratamento de câncer, muitas delas em estado avançado da doença e em vias de morrer. Tudo aquilo abala o professor que começa a ter problemas de relacionamento com sua esposa grávida e seu filho pequeno, além das perturbações em sua cabeça, vendo as crianças morrerem e as condições de atendimento do hospital minguarem com o tempo. Malin vai descobrir uma forma nova de encarar a vida e de valorizar quem está ao seu lado.

 Rodrigo Santoro está impecável no papel, impondo a dramaticidade na medida certa, além de atuar em espanhol e russo com enorme desenvoltura. Vale lembrar que os diretores do filme são os filhos na vida real do personagem Malin. O longa vai emocionar e fazer muita chora no cinema.

Gênero: Drama
Nacionalidade: Cuba, Canadá
Idioma: Espanhol e Russo
Distribuição: Galeria Distribuidora
Direção: Rodrigo Barriuso, Sebastián Barriuso
Elenco: Rodrigo Santoro, Maricel Álvarez, Genadijs Dolganovs

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *